Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo

Você está em: Revistas

REVISTA de ARTETERAPIA da AATESP

  • Publicação: Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo (ISSN 2178-9789)


  • APRESENTAÇÃO

  • A Revista Arteterapia da AATESP é uma publicação científica da Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo, disponível para download neste site. Foi iniciada no ano de 2010 com o intuito de acolher as produções advindas dos associados e demais autores interessados na difusão e aprimoramento do conhecimento na área de Arteterapia, com periodicidade semestral.


  • LINHA EDITORIAL

  • A Revista Arteterapia da AATESP tem como objetivo publicar trabalhos que contribuam para o desenvolvimento do conhecimento no seu campo de atuação e áreas afins. Busca incentivar a pesquisa e reflexão, de cunho teórico ou prático, acerca da sua inserção e de seus recursos nos diversos contextos na atualidade, contribuindo para a compreensão sobre o ser humano, a Arteterapia e suas relações.


  • GRUPO EDITORIAL


  • Contato:
  • textos.aatesp@gmail.com

  • Editora:
  • Dra. Leila Nazareth – AATESP

  • Conselho Editorial:
  • Ms. Deolinda Maria da Costa Florim Fabietti – AATESP
  • Dra.Leila Nazareth
  • Esp. Maria Angela Gaspari
  • Ms. Sandro Leite

  • Conselho Consultivo:
  • Dra. Ana Cláudia Afonso Valladares – ABCA – FEN-UFG
  • Ms. Artemisa de Andrade e Santos – UFRN/ASPOART
  • Dra. Barbara Elisabeth Neubarth – Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul/AATERGS
  • Ms Dilaina Paula dos Santos - AATESP
  • Ms. Claudia Regina Teixeira Colagrande – AATESP
  • Dra. Cristina Dias Allessandrini – Alquimy Art
  • Dra. Giuliana Gnatos Lima Bilbao - UNIP
  • Dra. Irene Gaeta Arcuri – UNIP
  • Ms. Lídia Lacava – ISAL / Instituto Sedes Sapientiae
  • Esp. Lucivone Carpintero – ASBART
  • Ms. Marcieli Cristine do Amaral Santos.- AATESP
  • Dra. Maria de Betânia Paes Norgren – Instituto Sedes Sapientiae
  • Esp. Mônica Guttmann – Instituto Sedes Sapientiae
  • Dra. Patrícia Pinna Bernardo – UNIP
  • Ms. Sandro Leite – FMU
  • Dra. Selma Ciornai – Instituto Sedes Sapientiae
  • Dra. Sonia Maria Bufarah Tommasi – CENSUPEG/FASFI
  • Dra. Tatiana Fecchio da Cunha Gonçalves – FMU

  • Capa, Diagramação, Editoração e Revisão de Texto
  • Deolinda Maria da Costa Florim Fabietti
  • Leila Nazareth
  • Maria Angela Gaspari
  • Sandro Leite

  • Ressalva
  • Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores e as opiniões e julgamentos neles contidos não expressam necessariamente o pensamento dos Editores ou Conselho Editorial. Citação parcial permitida, com referência à fonte.


  • NORMAS DE PUBLICAÇÃO

  • 1. A Revista de Arteterapia da AATESP recebe trabalhos encomendados ou remetidos espontaneamente pelos autores para publicação nas seguintes seções: artigos de pesquisa, artigos de revisão teórica, relatos de experiência, resenhas e resumos de monografias, dissertações e teses.

    2. Antes do encaminhamento dos trabalhos para o Conselho Editorial da Revista da AATESP, estes devem ser submetidos à revisão da lingua escrita por um profissional habilitado, ficando assim para o parecerista apenas a responsabilidade pela análise do conteúdo do trabalho.

    3. Os artigos situados dentro da categoria “Relato de Experiência” devem ser submetidos por profissionais arteterapeutas ou estudantes de Arteterapia credenciados pelas Associações Regionais de Arteterapia filiadas à UBAAT – www.ubaat.org.

    4. Em caso de artigos de profissionais de outras áreas que fizerem uso da Arteterapia em seus trabalhos de pesquisa, estes poderão ser submetidos à nossa apreciação, desde que assinados por um profissional arteterapeuta, co-autor, validando as intervenções arteterapêuticas aplicadas e obedecido o mesmo critério do item anterior em relação ao mesmo.

    5. Trabalhos de cunho teórico com o objetivo de contribuir para a expansão dos estudos na área da arteterapia também podem ser apresentados para nossa apreciação, haja vista a importância da relação da arteterapia com outras áreas do conhecimento.

    6. Os artigos e relatos de experiência devem conter no máximo 20 páginas, incluindo as referências bibliográficas; as resenhas, 4 páginas; e os resumos de monografias, dissertações e teses, 1 página.

    7. O autor deve enviar o trabalho somente para o e-mail textos.aatesp@gmail.com, em extensão “.doc”, com fonte Arial, tamanho 12, formato A4, com margens de 2 cm e espaçamento duplo. As referências devem ser inseridas ao final do texto e as notas de rodapé devem se restringir àquelas efetivamente necessárias.

    8. Os artigos devem ser acompanhados de resumos, com até 200 palavras, além de um mínimo de 3 palavras-chave. O título, o resumo e as palavras-chave devem ser apresentados em português e inglês.

    9. No envio do trabalho, o autor deve encaminhar arquivo com carta assinada em formato “.jpg” ou “.pdf”, explicitando a intenção de submeter o material para publicação na Revista Arteterapia da AATESP, com cessão dos direitos autorais à Revista.

    10. O nome do autor ou quaisquer outros dados identificatórios devem aparecer apenas na página de rosto. O título deve ser repetido isoladamente na primeira
    Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo
    página iniciando o texto, seguido do resumo e palavras-chave, conforme instruções do item 6.

    11. O autor deve anexar, na página de rosto, seus créditos acadêmicos e profissionais, além do endereço completo, telefone e e-mail para contato.

    12. Não deve haver ao longo do texto ou no arquivo do artigo qualquer elemento que possibilite a identificação do(s) autor(es), tais como papel timbrado, rodapé com o nome do autor, dados no menu “Propriedades” do Word.

    13. O conteúdo do trabalho é de inteira responsabilidade do autor.

  • EXEMPLOS DE REFERÊNCIAS e CITAÇÕES

  • Os trabalhos devem seguir orientações estabelecidas pela norma NBR-6023 da ABNT, quanto a:
    a) Referências bibliográficas. Exemplos:
    » Livros
    RHYNE, J. Arte e Gestalt: padrões que convergem. São Paulo: Summus, 2000. 279p.
    » Capítulos de livros
    NOGUEIRA, C. R. Recursos artísticos em psicoterapia. Em: CIORNAI, S. Percursos em
    arteterapia: arteterapia gestáltica, arte em psicoterapia, supervisão em arteterapia. São
    Paulo: Summus, 2004. p. 219-223.
    » Dissertações e teses
    VALLADARES, A. C. A. Arteterapia com crianças hospitalizadas. Ribeirão Preto, 2003.
    Dissertação (Mestrado em Enfermagem Psiquiátrica) – Escola de Enfermagem de
    Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.
    » Artigos de periódicos
    BERNARDO, P. P. Oficinas de criatividade: desvelando cosmogonias possíveis. Revista
    Científica Arteterapia Cores da Vida, v. 2, n. 2, p. 8-23, 2006.
    » Trabalho de congresso ou similar (publicado)
    SEI, M. B. e GOMES, I. C. Family art therapy and domestic violence: a proposal of
    intervention. In: IARR Mini Conference, 2005. IARR Mini-Conference Program-
    Abstracts. Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 2005. p. 23-23.
    b) Citações de autores no decorrer do texto (NBR 10520/2002)
    Citações são elementos extraídos de documentos pesquisados e indispensáveis para a
    fundamentação das ideias desenvolvidas pelo autor. As citações podem ser diretas e
    indiretas.
    A forma de citação adotada pela Revista será o sistema autor-data. Neste sistema a
    indicação da fonte é feita: pelo sobrenome de cada autor ou nome de cada entidade
    responsável, seguido(s) da data de publicação do documento e da(s) página(s) da
    Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo
    citação, no caso de citação direta, separados por vírgula e entre parênteses. Exemplos:
    “Centrando o interesse na Arteterapia como prática complementar, procurou-se
    aplicá-la no atendimento a enfermos hospitalizados.” (VALLADARES, 2008, p. 81)
    Ou,
    Valladares (2008) explica que “Centrando o interesse na Arteterapia como prática
    complementar, procurou-se aplicá-la no atendimento a enfermos hospitalizados”
    (p.81).
    » Citações diretas com menos de três linhas devem vir entre aspas duplas, no
    próprio corpo do texto. Exemplo:
    Allessandrini (1996) aponta que “a expressão artística pode proporcionar ao
    homem condições para que estabeleça uma relação de aprendizagem
    diferenciada” (p. 28).
    » Citações diretas com mais de três linhas devem ser restritas ao mínimo
    necessário e não exceder 10 linhas. Quando utilizadas devem figurar abaixo do
    texto, com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra 10 e sem aspas.
    Exemplo: Goswami (2000) explica que:
    ... nós não podemos desenvolver uma identidade-ego sem a criatividade. Quando
    crianças, somos naturalmente criativos, na medida em que vamos descobrindo a
    linguagem, a matemática, o pensamento conceitual, as habilidades, e assim por
    diante. Na medida em que nosso repertório de aprendizado cresce, nossa
    identidade-ego cresce também. (p. 67)
    » Citações indiretas devem traduzir com fidelidade o sentido do texto original do
    texto e geralmente tratam de comentários sobre ideias ou conceito do autor. São
    livres de aspas e não precisam de página. Exemplos:
    De acordo com Freud (1972) os processos primários acham-se presentes no
    aparelho mental desde o princípio.
    Ou,
    Os processos primários acham-se presentes no aparelho mental desde o princípio
    (FREUD, 1972).
    » Não se indica a inserção de notas de rodapé, que devem se restringir ao mínimo
    necessário. São digitadas dentro das margens ficando separadas do texto por um
    espaço simples de entrelinhas e por filete de 3 cm a partir da margem esquerda.